Mulheres – Charles Bukowski

mulheres_com_moldura

“Esse é o problema com a bebida, pensava, enquanto enchia o copo. Se acontece uma coisa ruim, você bebe para esquecer; se acontece uma coisa boa, você bebe para comemorar; se não acontece nada, você bebe pra que aconteça alguma coisa.” 

Um escritor no caminho da fama. Um homem rodeado de mulheres e bebida. Isso resume bem toda a dinâmica do livro.
Hanry Chinaski é um ex-carteiro que viu na profissão escritor uma forma de levar a vida mais levemente, sem horários nem muitas cobranças. Por ter uma ocupação que está sempre levando-o a apresentações ao redor do país, Henry se vê assediado por mulheres a todo instante. Elas são o fator principal de sua digressão e inconstância, mas ao mesmo tempo, elas são sua inspiração.
“De onde vinham todas as mulheres? A fonte era inesgotável. Cada uma delas era única, diferente. Tinham xoxotas diferentes, peitos diferentes e davam beijos diferentes; mas nenhum homem conseguiria sorvê-las todas. Elas eram muitas, cruzando suas pernas, botando os homens malucos. Que loucura!”
No tocante a bebida, ele é um alcoólatra assumido. Se envenenava todos os dias, com ou sem motivo, com ou sem satisfação; muitas vezes, o fazia apenas como ato mecânico, pois “tudo com bebida é melhor”.

Quando comecei a ler o livro pensei realmente que seria uma narrativa fluida, prática e sem meio termos. Já tinha ouvido falar que Bukowski era um escritor sórdido, falava sobre as relações humanas de uma forma direta, sem rodeios. Bem, as 320 páginas relevaram isso e um pouco mais: o escritor não passa dessa linearidade. Depois de umas 150 páginas as histórias se repetem e nada mais é adicionado à trama, exceto a parte sexual, em que te deixa com tesão demasiado. É uma literatura um tanto erótica, mas nada exagerado. O tema “mulheres” foi abordado sob a ótica de um homem que não tem muito tato ao lidar com esse público. É um bruto, o que torna a história muito engraçada.Como uma pessoa dessa pode ter sucesso com as mulheres? Bem, creio que só em ficção. rs
Bukowski usa a informalidade para comunicar o cotidiano do personagem, sem palavras “bonitas.
“- E o amor? – perguntou Valerie. – O amor é bom pros que aguentam a sobrecarga psíquica. É como tentar carregar uma lata de lixo abarrotada nas costas, nadando contra a correnteza num rio de mijo. – Disse Henry.”

Logo após a leitura do livro vi no campo “sobre o autor” que tal obra é puramente auto-biográfica. Fiquei espantada, pois a história não é das mais leves. Assim fica fácil imaginar como era a vida de Bukowski. Ele foi considerado um dos últimos escritores malditos da América.
Vale muito a pena conhecer a obra dele. Com certeza lerei mais algumas, pois foge ao que consideramos canônico. É necessário ver o horizonte literário por diferentes nuances.

Anúncios

Desafio Literário 2014

Nada como inaugurar o blog com um desafio. Melhor ainda, com um desafio literário. Vi a dica no blog Fascínios Literários e comprei essa ideia.  Haverão livros obrigatórios (sublinhados) e opcionais  como os mostrados abaixo. No mais, não existem muitas regras, apenas ler. Importante ressaltar: nem todas as opções me agradam e isso faz toda a diferença. Estereótipos são quebrados dessa forma. Além disso, todos os livros aqui listados serão resenhados por mim (não é uma obrigação do desafio, mas uma vontade pessoal). Faço parte de uma parcela da população que adora fazer resenha. rsrs

[Post em construção] Gostaria MUITÍSSIMO da contribuição de vocês quanto aos títulos. Será muito difícil relacionar os livros aos itens abaixo. Animados?  Que comecem os trabalhos!  

Janeiro
  • Livro cujo título comece com a letra C.  Cem Anos de Solidão – Gabriel García Márques
  • Livro cuja capa é ilustrada (desenhada). Mulheres – Bukowski
  • Livro de autoajuda. Inteligência Emocional – Daniel Goleman

Fevereiro

  • Livro que tenha mais de 6 meses na sua estante e ainda não foi lido e depois resenhá-lo. Otelo – Shakespeare
  • Livro sobre anjos. (?)
  • Livro que contenha mais de 500 páginas. Guerra e Paz – Liev Tolstói

Março

  • EBook nacional que foi comprado na Amazon.com ? -Maurício Gomyde
  • Livro que você não sente vontade de ler. Dê uma chance a ele. (?)
  • Ler o primeiro volume de uma série que contenha 4 livros (spin-offs contam). (?)

Abril

  • Livro publicado no Brasil cujo título foi mantido em inglês. (?)
  • Livro que tenha no mínimo 3 palavras no título. (?)
  • Livro que contenha a palavra “alma” ou no título ou no nome do autor. (?)

Maio

  • Livro que tenha traço histórico. 1822 – Laurentino Gomes
  • Livro sobre magia. (?)
  • Livro de capa preta. (?)

Junho

  • Ler uma distopia. A Revolução dos Bichos – George Orwell
  • Livro do John Green. A Culpa é das Estrelas
  • Livro que tenha um dos elementos na capa (fogo, terra, água e ar). (?)

Julho

  • Livro infanto/juvenil que tenha no mínimo 150 páginas. (?)
  • Ler um romance policial.  Fetiche – Tara Moss
  • Livro clássico.

Agosto

  • Livro erótico.
  • Livro nacional sobre vampiros.
  • Ler um antologia (antologia é um livro repleto de contos, e não uma história só).

Setembro

  • Livro de uma editora nova no Brasil (ex: DarkSide, Wish, EraEclipse, etc).
  • Livro com a palavra “ferro” no título.
  • Livro sobre bruxas.

Outubro

  • Livro steampunk.
  • Livro com a palavra “mecânico (a)” no título. Laranja Mecânica – Anthony Burgess
  • Livro com uma caveira na capa.

Novembro

  • Livro que seja uma nova versão de algum conto de fada.
  • Livro da série Querido Diário Otário ou Diário de um Banana.
  • Livro de capa roxa/lilás.

Dezembro

  • Livro natalino.
  • Livro que você não goste da capa.
  • Livro de terror.
desafio (1)